Facebook Twitter Youtube Instagran
Fotos       |       Vídeos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
noticia
Rádio Mania FM - Ibatiba ES
Seu Site Na Net

Autoridades realizam uma inspeção no centro de treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, na manhã desta terça-feira (12), para definir se há necessidade de interdição. O Corpo de Bombeiros e a Prefeitura do Rio chegaram ao local antes das 10h. A Polícia Civil e o Ministério do Trabalho também participam. O objetivo é apurar possíveis irregularidades no local, onde dez garotos morreram e outros três ficaram feridos em um incêndio na última sexta-feira (8).

O caso está sendo investigado pela 42ªDP (Recreio dos Bandeirantes). Os investigadores devem ouvir os depoimentos de funcionários do Flamengo que estavam no local na hora do incêndio. O gerente de patrimônio do clube e outros três profissionais devem falar aos policiais. A expectativa é que eles esclareçam quais eram as equipes que prestavam serviços ao Ninho do Urubu e sobre as condições das instalações.

Representantes da empresa responsável pela construção dos módulos onde as vítimas dormiam também devem prestar depoimento.

O incêndio atingiu o alojamento dos atletas da divisão de base do futebol do clube, que ficava em uma área de estacionamento do centro de treinamento.

O meio-campo Diego Ribas, uma das estrelas do time principal, falou em entrevista coletiva pouco antes da vistoria que chegou a usar a estrutura provisória do clube. Ele chegou a se emocionar durante a declaração.

“Em relação às estruturas do Flamengo é nítido e claro que é um clube que tem procurado evoluir diariamente e tem demonstrado isso. Não só para os profissionais, mas pra base. Cheguei em 2016, era tudo de container: usei toda essa estrutura. Acompanhei a evolução do clube. Não estou aqui para falar das questões técnicas e burocráticas. Se alcançou o ideal ou não, não cabe a mim dizer. É uma tragédia. A maior do clube. Quem está aqui vai carregar isso,” destacou o atleta, que visitou os sobreviventes na segunda.

Comentários